Covid-19: Veja o que é permitido e o que é proibido em Lagoa dos Patos

0

A Prefeitura de Lagoa dos Patos publicou, na última quarta-feira (03), o Decreto Municipal Nº 14, que dispõe sobre novas medidas de prevenção ao contágio e de enfrentamento e contingenciamento no âmbito do Poder Executivo Municipal, da epidemia de doença infecciosa viral respiratória causada pelo agente Coronavírus (Covid-19).

As medidas têm validade de 20 dias, de 03 a 22 de março.

Confira o que diz o documento:

O QUE PODE:

  1. – Em Farmácias, drogarias, lojas fornecedoras de produtos de construção, agências bancárias, lojas de conveniência, lojas de vestuário e similares, padarias, supermercados e similares, deverão respeitar o distanciamento de 2,0 metros entre as pessoas, limitando a capacidade de no máximo 5 (cinco) pessoas em seu interior, além de ofertar, sem custos, álcool em gel a 70% para higienização das mãos destes clientes e os funcionários que trabalhem no local.
  2. – Os restaurantes poderão funcionar exclusivamente para a disponibilização de refeições, limitando a duas cadeiras por mesa, respeitando o distanciamento entre elas de 2,0 (dois) metros, deverá estar disponível o álcool em gel a 70% para higienização das mãos, antes de se servir;
  3. – As academias de práticas esportivas e centros de práticas esportivas poderão funcionar com horário previamente agendado para no máximo 5 (cinco) alunos por treino, os mesmos deverão ser de no máximo 01h00min de duração, respeitando as medidas de distanciamento e higienização.
  4. – A realização de cultos e eventos religiosos poderá ocorrer respeitando a capacidade máxima de 20% dos assentos existentes, respeitando o distanciamento de 2,0 metros entre as pessoas, limitando ao máximo de 20 (vinte) pessoas por celebração.
  5. – Os bares, sorveterias, padarias, pontos de vendas de espetinhos lanchonetes e similares, poderão manter o seu funcionamento, apenas mediante o serviço de entrega, limitando ao horário de funcionamento de até ás 22h00min.
  6. – Os transportes coletivos não deverão exceder 50% da capacidade de lotação, os mesmos deverão fornecer álcool em gel a 70% para higienização das mãos.
  7. – O transporte individual por meio de taxis urbanos, rurais e intermunicipais, deverão respeitar a lotação máxima de 04 (quatro) pessoas por veículo automotor, sendo 01 (um) motorista e até 03 (três) passageiros.

O QUE NÃO PODE:

  1. – Proibida a circulação de pessoas nas vias públicas, estabelecimentos comerciais e instituições públicas ou privadas SEM O USO ADEQUADO DE MÁSCARAS.
  2. -A circulação de pessoas e veículos nas vias públicas no horário de 22h00 min às 05h00min horas, excetuando os casos de urgência e emergência, Serviço de Segurança Pública, Profissionais de saúde em serviço e trabalhadores noturnos devidamente identificados;
  3. -O funcionamento das casas de festas e eventos;
  4. – Shows artísticos musicais, exceto lives e transmissão remota;
  5. -Eventos e práticas culturais de contato, tais como: vaquejada, cavalgada e rodas de capoeira, dentre outras;
  6. -A prática de esportes coletivos de contato; VI -a realização de competições e ou torneios;
  7. – A realização de velórios com a presença de mais de 10 (dez) pessoas; podendo haver revezamento entre os participantes;
  8. – A realização de comemorações em residências particulares, tais como festas de qualquer espécie, excetuando a prática no núcleo familiar;
  9. – Consumo de alimentos e bebidas no interior e ou proximidades entorno dos bares, sorveterias, padarias, pontos de vendas de espetinhos, lanchonetes e similares;
  10. Disponibilização de mesas e cadeiras em bares, sorveterias, padarias, pontos de vendas de espetinhos, lanchonetes e similares;
  11. – Consumo de bebidas alcoólicas no interior e ou proximidades entorno de qualquer estabelecimento comercial;
  12. -Utilização de provadores de roupas, sapatos ou similares nos estabelecimentos comerciais, bem como provar qualquer mercadoria no local e os provadores deverão estar lacrados ou isolados;
  13. – Prática comercial abusiva, por produtores e fornecedores, em relação a bens ou serviços, devendo ser praticados os preços compatíveis com os de mercado;
  14. – Veiculação de som automotivo no âmbito de todo o território municipal, excetuando o serviço de propagandas e informações;
  15. – Consumo de bebidas alcoólicas em áreas públicas municipais, incluindo ruas, avenidas, praças, logradouros, povoados, bens de uso comum do povo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui