Força-tarefa da Secretaria de Estado de Saúde monitora ocorrência de febre amarela em municípios do Norte de MG

0
Febre amarela é transmitida por mosquito — Foto: Getty Images via BBC

Uma força-tarefa da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) monitora, a partir da próxima segunda-feira (20), a ocorrência de febre amarela nas cidades Brasília de Minas, Coração de Jesus, São João do Pacuí e Mirabela.

Segundo as informações da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros (SRS), a equipe é formada por técnicos da Fundação Ezequiel Dias (Funed), da SRS e das unidades regionais de saúde de Januária e Varginha.

“Até o dia 2 de outubro os técnicos, acompanhados por servidores de controle de endemias dos municípios, vão percorrer as zonas rurais coletando mosquitos que atuam como vetores de transmissão da febre amarela. Caso sejam encontrados macacos mortos nas comunidades rurais também serão coletadas amostras de vísceras que serão analisadas no laboratório da Funed, em Belo Horizonte, com o objetivo de verificar se os óbitos foram causados pela febre amarela”, divulgou a SRS.

Além do monitoramento, os técnicos também realizarão reuniões com os gestores municipais de saúde e com agentes de controle de endemias para falar sobre a importância de investigar e notificar imediatamente os casos suspeitos de febre amarela e para explicar sobre a necessidade de mobilizar a população para ajudar na vigilância ambiental.

“Com os resultados positivos para febre amarela detectados pela Funed verifica-se que o vírus da doença está circulando na região. Por isso, é importante que seja investigada a extensão do problema para que a SES-MG, juntamente com os municípios, possam tomar as medidas mais adequadas para conter o avanço da doença”, destaca a coordenadora de vigilância epidemiológica da SRS de Montes Claros, Agna Soares da Silva Menezes.

Além disso, ainda estão sendo examinadas as vísceras de guaribas encontrados mortos em Luislândia e o registro de epizootias – ocorrência de adoecimento ou morte em uma população animal – no distrito de Serra das Araras, em Chapada Gaúcha. Em ambas as situações não há confirmação de febre amarela.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui